FBI recomenda reiniciar roteadores após ataque hacker

Medida ajuda a conter malware que pode coletar dados e cortar internet de casas e empresas
São Paulo – Um ataque de hackers<exame.abril.com.br/noticias-sobre/hackers> infectou roteadores com um malware<exame.abril.com.br/noticias-sobre/malware>chamado VNPFilter, e o FBI<exame.abril.com.br/noticias-sobre/fbi> (polícia federal norte-americana) recomenda que os aparelhos sejam reiniciados em todo o mundo para conter o software malicioso.
“O FBI recomenda a qualquer proprietário de roteadores em escritórios pequenos e casas que reinicie seus aparelhos para interromper temporariamente um malware e ajudar com a possível identificação de dispositivos infectados”, informou a agência em comunicado oficial.
A medida ajuda a evitar a comunicação do malware com um domínio malicioso, que já está nas mãos do FBI.
De acordo com a BBC<www.bbc.com/portuguese/internacional-44329317>, o malware pode deixar os roteadores inoperantes, coletar dados de tráfego de internet e bloquear o acesso à rede. A consultoria Cisco Talos estima que o VNPFilter tenha afetado mais de 500 mil roteadores em 54 países. As marcas de equipamentos que podem ter sido compremetidos são Linksys, MilkroTik, NETGEAR e TP-Link.
INTERNET